Neste espaço são publicados informes e sugestões para aprimorar a Qualidade de Conteúdo do UOL. É um espaço aberto para a Redação do UOL. Participe!

14/03/2011

Como o mundo está noticiando as tragédias no Japão


Capa do Asahi Shimbun do dia 12 de março de 2011




Com os terremotos, o tsunami na região nordeste e os riscos de vazamento em várias usinas nucleares, o Japão tem recebido atenção especial e ocupado as primeiras páginas de diversos jornais do mundo inteiro.

O Newseum, um museu norte-americano dedicado ao jornalismo, reúne diariamente as capas de cerca de 800 jornais de todos os cantos do planeta. Quando ocorrem grandes eventos, as páginas ficam arquivadas e disponíveis em seu site.

Até agora há arquivos dos dias 12 (um dia após o tremor principal, de magnitutde 9.0), 13 e 14 (com os esforços de resgate e contenção de danos).


Bônus: uma lista de alguns veículos japoneses com sites em inglês:

Asahi Shimbun: http://www.asahi.com/english/
Japan Times: http://www.japantimes.co.jp/
Japan Today: http://www.japantoday.com/
Mainichi Shimbun: http://mdn.mainichi.jp/
NHK World: http://www3.nhk.or.jp/nhkworld/
Yomiuri Shimbun: http://www.yomiuri.co.jp/dy/

 

01/03/2011

Você “curte”, “compartilha” ou “recomenda”?


Aqui um artigo interessante do diretor da Nieman Journalism Lab, Joshua Benton, sobre o desafio que os veículos de comunicação – geralmente transmissores de más notícias – têm no ecossistema das mídias sociais, que “privilegia a emoção, particularmente a emoção positiva”.

Também fica para os veículos a difícil escolha entre quais botões de compartilhamento usar em suas páginas de notícias: o “Compartilhar” – mais neutro e sério, mas com menos taxas de cliques – ou o “Recomendar” e o “Curtir” – mais informais, mas que carregam um endosso do leitor sobre o conteúdo lido.

“O ‘Curtir’ é estranho. Quando eu clico em um botão próximo a uma história, isso significa que eu gosto do fato de que o ‘Primeiro Ministro da Tunísia pede demissão’, ou que eu gosto do texto ‘Primeiro Ministro da Tunísia pede demissão’?”, questiona Benton.


Leia em:

“Like,” “share,” and “recommend”: How the warring verbs of social media will influence the news’ future


(via @PontoMedia)

UOL Blog